Caos, o deus dos clientes

Na mitologia grega, Caos foi o primeiro deus primordial a surgir no universo, portanto a mais velha das formas de consciência.

A natureza divina de Caos é de difícil entendimento, poderíamos arriscar defini-lo como um imenso vazio ou infinito que seja, mas nesse momento ainda nem existia a organização de Espaço/Tempo. Para ilustrar um pouco melhor você pode se imaginar em queda livre e tudo completamente escuro em sua volta, e você ali totalmente desesperado e perdido, aliás, você já deve ter percebido neste momento que o cliente muitas vezes é a própria encarnação de Caos, não por maldade mas simplesmente por não saber o que realmente quer ou precisa, apesar de estar ali vivenciando o problema.

E é esse o primeiro ensinamento da mitologia grega, que tudo se inicia naturalmente pelo Caos, ou seja, pelo vazio, o escuro, tudo o que não é harmonioso em si. E digo “naturalmente” porque é assim mesmo nosso cotidiano, nenhuma ideia nasce já em sua forma completa e perfeita e a analogia de Caos se aplica também ao fato de que nunca estaremos em perfeita e total harmonia.

Neste momento você deve estar pensando “uma introdução tão perturbadora só podia ser mesmo aplicada na área de TI”. E de fato nossa área não costuma persistir qualquer um, é preciso ter habilidades específicas, como as de alguns dos personagens que iremos estudar à seguir.

Mitologia Grega e o desenvolvimento de Software – #1