Escolha uma Página

Alguns dos termos mais utilizados por quem trabalha com cloud são PaaS e IaaS. E você sabe o que significam?

Neste artigo vou explicar o que é e alguns recursos PaaS disponíveis no Azure.

PaaS – Platform as a Service (Plataforma como serviço) – Nesse modelo de consumo a “plataforma” onde roda seu projeto é gerenciada pelo próprio azure e você tem que se preocupar apenas em gerenciar as aplicações e os dados.

A principal vantagem desse modelo é o tempo de desenvolvimento e publicação (time-to-market) e a redução de custos de infraestrutura.

Como hoje várias empresas, principalmente startups, estão focando seus esforços no negócio e não na infraestrutura em si, esse é um dos modelos mais indicados nesse cenário, pois o time-to-market é menor, a equipe de desenvolvimento pode testar a mesma aplicação em regiões diferentes, é mais fácil a escala, ou seja, paga-se pouco no início e aumenta de acordo com o crescimento do negócio.

A adoção de PaaS pelas empresas estão fazendo alterações inclusive no modo que equipes de TI são formadas, um profissional que antes era muito requisitado, e hoje ainda é, mas em ambiente On-Premise, é o IT Professional, aquele que gerencia, configura e mantém a infraestrutura do projeto, uma vez que a adoção de cloud está tomando proporções gigantescas esse profissional não está sendo mais tão requisitado.

Mas na contramão desse cenário um profissional que está e muito em alta é aquele que tem conhecimento de DevOps + Cloud.

No Azure os principais PaaS utilizados são o App Services e o SQL Azure.

O App Service são utilizado para hospedar sua aplicação em si.

E não se limitam à tecnologias Microsoft por estar no Azure. Você pode hospedar ASP.NET, ASP.NET Core, Java, PHP, Ruby, Python, Node.JS ou HTML estáticos.

blog-cloud02-01

Já o SQL Azure é utilizado como uma instância do SQL Server para armazenar seus dados.

sqliaas_sql_server_cloud_continuum

A principal vantagem é que você não irá se preocupar com a infraestrutura e configuração do seu banco dados, funcionalidades como alta disponibilidade e recuperação de desastres podem ser habilitadas diretamente pelo painel.

Mas por que utilizar PaaS?

  • Tempo de desenvolvimento mais eficiente.
  • Integração do ciclo de vida da aplicação: Build, test, deploy, manage e update.
  • Suporte multi-plataforma: API, web e mobile.
  • Custo reduzido: Irá pagar apenas pelo que utilizar.

Para quem é indicado utilizar PaaS?

  • Times de desenvolvimento que querem focar no negócio e reduzir o time-to-market.
  • Empresas que possuem altos custos operacionais e querem diminuir os custos de algumas aplicações.
  • Empresas que querem diminuir a complexidade e os custos da infraestrutura de TI ao mesmo tempo que visam a escalabilidade da aplicação.

Mas não se limita apenas à esses.

O objetivo desse post foi apenas mostrar por alto o por que e o para que de utilizar PaaS em um ambiente Cloud.

Até o próximo post.